Notícias

Bel Andrade Lima revela como foi participar da campanha dos 45 anos da Globo

19 maio 2017 por Mercado no Ar

Em comemoração aos 45 anos da Globo no Nordeste, a equipe da comunicação da emissora criou uma campanha especial, que é a cara de Pernambuco. Para preparar as ilustrações que deram vida aos filmes, a ilustradora e designer Bel Andrade Lima foi convidada. Conhecida por enaltecer a cultura do Estado em seu trabalho, a pernambucana diz que se sentiu honrada pelo convite. Em entrevista ao Mercado no Ar, Bel explicou um pouco sobre como foi o processo de criação da campanha. Confira!

Como você se sentiu ao ser escolhida para fazer as ilustrações da campanha?

Me senti muito honrada e, imediatamente, muito entusiasmada para ver esse projeto acontecer. Para mim, é muito gratificante ter meu trabalho vinculado à cultura pernambucana. A equipe da Globo queria alguém que carregasse essa identidade e eu fiquei muito feliz por ser essa pessoa, por eles enxergarem isso no meu trabalho.

 Como a campanha está estruturada? Existem ilustrações diferentes sobre quais aspectos da cultura nordestina?

O briefing, desde o início, era desenvolver ilustrações representando 4 categorias do nosso estado (tecnologia, arte, música e gastronomia), mostrando nossa riqueza e nossa diversidade. O desafio maior foi conseguir contemplar o máximo possível de cada uma dessas categorias, e de uma forma atraente. Minha grande preocupação era deixar algo relevante da nossa cultura de fora. Na categoria Música, por exemplo, Pernambuco tem um repertório de ritmos e sons absurdo. Foi um processo trabalhoso de pesquisa, para estudar a melhor forma de representá-los, respeitando suas peculiaridades. Mas foi também um processo muito gostoso e de muito aprendizado.

No desenvolver das ilustrações, quais foram as suas inspirações?

Muito da minha inspiração veio da minha própria vivência como cidadã pernambucana. Sou de Recife e vivi praticamente minha vida toda lá (hoje moro em São Paulo). Como uma boa Recifense, sou bairrista, orgulhosa da minha terra e admiradora da produção local, e sempre bebi muito desse universo para a construção da minha própria linguagem artística, do meu traço. Então muito do que eu trouxe para esse projeto já fazia parte do meu repertório. Além disso, por 4 anos, fui uma das artistas responsáveis pela Decoração do Carnaval do Recife. Esse projeto me permitiu conhecer muito da cultura pernambucana e, sem dúvida, me deu um grande suporte na criação do projeto para a Globo, especialmente na categoria Arte e Música. Mas, lógico, tive que pesquisar bastante para reunir todo esse conteúdo. 

Qual mensagem você esperava passar com as ilustrações? Quais aspectos das características do Nordeste você acha que conseguiu transmitir?

A mensagem central desse projeto era externar a riqueza e a pluralidade de Pernambuco, em todo os aspectos. Minha missão era conseguir que as pessoas, ao verem esse conteúdo, reconhecessem suas raízes, se identificassem com aquilo e se sentissem representadas.

O que foi mais desafiador durante a execução da campanha?

Criar ilustrações que conseguissem contemplar o máximo possível de elementos da nossa cultura. Além disso, a ilustrações deveriam ser mais do que apenas peças bonitas. Meu desafio era tocar as pessoas, e despertar nelas um sentimento de orgulho e pertencimento.

Como você avalia o resultado final? Como foi a experiência?

Eu fiquei super satisfeita com o resultado. Ver as ilustrações saindo do estático e ganhando movimento foi incrível! Meu sentimento, por enquanto, é de dever cumprido. Toda a experiência foi desafiadora e de muita responsabilidade, já que se tratava de um projeto com muita visibilidade e de muita importância. Mas foi tudo muito gratificante e prazeroso, e sem dúvida, muito enriquecedor. Espero que todos tenham gostado e se identificado!

Para conferir o resultado final da campanha, feita com as ilustrações de Bel Andrade, confira os links abaixo:

Link para o vídeo: Campanha 45 anos

Links para as vinhetas:

Vinheta Arte

Vinheta Música

Vinheta Tecnologia

Vinheta Gastronomia