Coluna Seabra Neto

Daniel Queiroz será o primeiro nordestino a presidir nacionalmente a Fenapro

06 nov 2019 por Seabra Neto

O publicitário Daniel Queiroz, atual presidente do Sindicato das Agências de Propaganda de Pernambuco (Sinapro-PE) e COO do grupo Duca, será o primeiro empresário do Nordeste a ocupar o cargo de presidente da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro). Ele será eleito, por aclamação, nesta sexta-feira, 08, em São Paulo. Num bate-papo com este colunista, ela falou sobre a expectativa e os desafios à frente do novo cargo.

Seabra Neto – Você está assumindo a presidência nacional da Fenapro. Como você avalia este novo desafio para sua trajetória profissional?

Daniel Queiroz – Para minha trajetória profissional, é muito positivo. Sem dúvida! Termina sendo o reconhecimento e uma projeção em âmbito nacional de todo o meu envolvimento com o ambiente associativo, em prol da nossa atividade, com muita dedicação ao longo dos últimos 20 anos. Os desafios também se projetam na mesma dimensão e não são pequenos. Como faço parte da gestão atual da Fenapro, junto com Gláucio Binder e tantos outros envolvidos, sabemos exatamente o tamanho do esforço que esta nova diretoria vai precisar empregar para alcançar os objetivos que temos, inclusive para dar continuidade e evoluir com tantas ações positivas que foram feitas nesses últimos anos. Mas entre tantos desafios que eu tenho nesse lugar de liderança associativa, o principal de todos será mobilizar as pessoas, as empresas e instituições a se engajarem com as causas do setor como um todo, que precisa se fortalecer nesse momento de tanta crise e transformação do negócio.

Seabra Neto – Quais são seus planos e metas à frente da Fenapro como presidente?

Daniel Queiroz – Estamos, neste momento, debatendo e estruturando um Planejamento Estratégico para guiar a nossa gestão no próximo triênio 2020-2022. Ele será a base para tudo, e logo mais falaremos mais detalhes a respeito. O que posso adiantar é que, quaisquer que sejam o plano e as metas, eles representarão as demandas de todo um setor, pois estão sendo debatidos e estruturados por um conjunto de lideranças associativas espalhadas por todo o Brasil, o que representará muito bem as demandas da nossa atividade.

Seabra Neto – Qual será o posicionamento da sua gestão em relação ao mercado publicitário do Nordeste?

Daniel Queiroz – Neste momento, não existe nenhum direcionamento voltado para uma região específica. Estamos debatendo sobre o todo e buscando os caminhos para todo o setor nacionalmente. A composição dos membros da diretoria reflete bem isso, pois tem representantes de norte a sul, e de leste a oeste. Obviamente que ser o primeiro presidente da Fenapro com origem nordestina ajudará bastante para traduzir as demandas da região. Mas não só pelo lado associativo, como também pelo lado empresarial, eu sempre tive a oportunidade de me relacionar com agências em várias regiões do Brasil. E quando a gente fala de Nordeste, existe uma tendência de acharmos que somos a parte mais fraca. Mas posso adiantar por aqui que vivemos desafios muito parecidos, quase idênticos. Mudando, obviamente, algumas proporções no âmbito econômico (que é um fato concreto). Então, de uma forma geral, não há nada neste momento que venha a ser prioritário ou específico para o Nordeste.

Seabra Neto – O que os publicitários do país, e em especial de Pernambuco, podem esperar da sua gestão?

Daniel Queiroz – Dedicação, postura ética e imparcial com total transparência em todos os aspectos da representação associativa, fomentando a boa convivência e o engajamento de todo o trade publicitário nacional, sempre atuando em prol da sustentabilidade e evolução do negócio. Dessa forma, Pernambuco ganha, e muito, mantendo o destaque que sempre teve no cenário nacional.

Veja outras notícias da coluna acessando o link: http://mercadonoar.com.br/categoria/coluna