Coluna Seabra Neto

Entrevista: Carlos Renato abre a Match e fala sobre o posicionamento da agência

07 fev 2018 por Seabra Neto

 

Entendedor da criatividade publicitária e com expertise para empreender no mercado da propaganda de Pernambuco, o premiado criativo Carlos Renato da Rocha arregaçou as mangas, respirou forte e resolveu investir na própria agência. Foi com esse pensamento de criar uma empresa de estrutura e filosofia voltadas para os novos tempos que, em parceria com a também publicitária Maria Paula, abriu a Match Comunicação. Feliz e entusiasmado, Carlos Renato concedeu, com exclusividade para o Mercado no Ar, sua primeira entrevista como sócio-diretor e fundador da Match.

Seabra Neto – Com mais de 25 anos de mercado, só agora você está partindo para abrir sua própria agência. O que o levou a seguir carreira solo?

Carlos Renato – Tudo na vida tem o seu tempo. Eu e Maria Paula, minha parceira de tantos anos, abrimos a Match no momento em que achamos que era a coisa certa a se fazer. Neste nosso segmento, não existe a tal “carreira solo”. Trabalhamos sempre em equipe, unindo forças e talentos. Foi com esse espírito que nasceu a Match, uma agência feita por uma equipe incrível e voltada para o que exigem os novos tempos.

Seabra Neto – Como surgiu a Match e quem são seus parceiros nesta nova empreitada?

Carlos Renato – A Match é uma agência que já nasceu com uma equipe maravilhosa, talentosa e guerreira, além de uma carteira de clientes que são verdadeiros parceiros.

Seabra Neto – Como você estruturou a Match e quem são clientes?

Carlos Renato – A Match foi criada já com sua estrutura e filosofia voltadas para os novos tempos. Hoje em dia muito se discute sobre o formato, o papel, a relevância das agências de propaganda mundo afora. Por isso, quando fomos planejar a Match, nos preocupamos em trazer algo para o mercado já mais adaptado à nova realidade e também de acordo com os anseios dos clientes.

Seabra Neto – Pelo jeito, você não quer mesmo divulgar sua carteira de clientes (risos). Então me diga: quais os desafios você tem enfrentado no dia a dia nesse início operacional da agência?

Carlos Renato – Empreender no Brasil não é algo fácil, independente do segmento. Mas quando se tem tantos anos de experiência, o apoio dos clientes e o respaldo de uma equipe tão boa quanto a nossa, tudo fica mais fácil.

Seabra Neto – Em sua opinião, quais são as maiores dificuldades para abrir uma agência e se manter no mercado?

Carlos Renato – As maiores dificuldades sempre estão relacionadas ao faturamento. Começar um novo negócio que exige uma alta despesa com folha de pagamento e custos operacionais é sempre um grande desafio.

Seabra Neto – Olhando do ponto de vista criativo, como você pretende posicionar a marca da Match no mercado publicitário?

Carlos Renato – Em toda minha carreira, eu sempre procurei colocar a criatividade a serviço da estratégia de comunicação do cliente. Aqui na Match não é diferente. Procuramos colocar sempre o planejamento de mãos dadas com a criação, para que tenhamos trabalhos criativos, mas que também estejam totalmente de acordo com a estratégia definida para cada cliente. 

Seabra Neto – Para encerrar, quais são seus planos para a Match a médio e longo prazo?

Carlos Renato – A Match já nasceu conquistando novos clientes, o que é algo a se comemorar em tempos de crise. Acredito que em 2018 vamos consolidar nossa posição no mercado, conquistar outros clientes e crescer em tamanho e faturamento. 

Veja outras notícias da coluna acessando o link: http://mercadonoar.com.br/categoria/coluna