Coluna Seabra Neto

Entrevista: Danilo França, da Ampla Comunicação, foi escolhido o Mídia do Ano

05 jul 2017 por Seabra Neto

O publicitário Danilo França, gerente de Mídia da Ampla e diretor do Grupo de Mídia de Pernambuco, foi escolhido como o Mídia do Ano na 12ª edição do Prêmio de Mídia 2017, evento promovido pela Globo em Pernambuco para homenagear o Dia do Mídia. Na entrevista que concedeu, com exclusividade, para a coluna, ele falou da emoção de conquistar o prêmio e da importância de ter sido indicado através de votação realizada por profissionais de veículos de comunicação locais. Também comentou sobre o mercado e os profissionais de mídia de Pernambuco e dos preparativos da viagem para Fernando de Noronha, que ele ganhou, com direito a acompanhante e com tudo pago, por ter vencido a premiação. Saiba mais acompanhando a entrevista:

Seabra Neto – Qual foi a sensação de ter sido escolhido o Mídia do Ano na 12ª edição do Prêmio de Mídia 2017, promovido pela Globo em Pernambuco?

Danilo França – A sensação é de trabalho reconhecido. Ver que seu empenho em fazer um trabalho cada vez mais assertivo e sério é percebido não só pelo cliente, mas pelo mercado como um todo é muito bom.

Seabra Neto – O Mídia do Ano é apontado através de uma votação realizada por profissionais de veículos de comunicação locais. Qual a importância de vencer um prêmio respaldado pelo reconhecimento do mercado?

Danilo França – A importância é do tamanho da seriedade do nosso mercado. Temos muitos veículos e profissionais sérios e renomados. Com isso, a premiação tem um sabor mais especial. Sou muito grato!

Seabra Neto – Você já esperava por essa premiação ou nunca havia  passado pela cabeça conquistar o título de Mídia do Ano?

Danilo França – De fato, não esperava receber o prêmio neste ano, apesar de ser objeto de desejo de todo profissional de mídia. Diferente da inscrição do case, que depende diretamente de você, o Mídia do Ano é um reconhecimento do mercado e, apesar de ser fruto do seu trabalho, é uma homenagem que depende da adesão de todos os veículos. Foi muito gratificante!  

Seabra Neto – O que você acha de ter recebido, como prêmio, uma viagem para Fernando de Noronha, com acompanhante e tudo pago?

Danilo França – Excelente! Conhecer esse paraíso, e ainda com tudo pago, é bom demais! Já estou contando os dias.

Seabra Neto – Você também já conquistou algumas vezes o Prêmio de Mídia. Em sua opinião, qual a importância da realização dessa premiação para o mercado?

Danilo França – A Globo é sempre muito parceira de todo o mercado, em especial, dos profissionais de Mídia. O prêmio, além de valorizar e fomentar o conhecimento técnico dos profissionais, ainda motiva o mídia a ser cada vez melhor. Buscar a excelência técnica é fundamental para atingir os objetivos do cliente e a Globo nos proporciona isso com essa premiação.

Seabra Neto – Qual sua visão, hoje, sobre os mídias do mercado publicitário de Pernambuco?

Danilo França – Os profissionais de mídia de Pernambuco são diferenciados e não só eu  acho isso. Vários profissionais de mídia do eixo RJ-SP confirmam essa tese. A prova é tanta que temos vários profissionais do nosso mercado que hoje estão nas melhores agências do Brasil. É só uma questão de querer e se dedicar, não há limite para o desenvolvimento técnico. 

Seabra Neto – Como integrante do Grupo de Mídia de Pernambuco, qual sua posição sobre a Prova de Certificação para o Mídia?

Danilo França – A prova é muito importante, pois credencia o conhecimento técnico adquirido ao longo da sua experiência como profissional. É uma certificação nacional, ou seja, é o mesmo parâmetro para profissionais do mercado brasileiro. Todo profissional de mídia deve fazer, recomendo totalmente.

Seabra Neto – Para encerrar, qual o conselho que você daria para os jovens universitários que estão se formando em Publicidade e que desejam abraçar a carreira como mídia?

Danilo França – Antes de tudo, não se apegar ao jargão que “mídia é número, excel”. Hoje, mais do que nunca, trabalhar com mídia é conhecer de gente, pois, antes de saber os dados de audiência e todas as outras “numerologias”, nós precisamos entender qual conduta/atitude e consumo do nosso target, com todos os pontos de contatos existentes. Precisamos analisar as várias vertentes que envolvem planejamento, mercado, concorrência, objetivos de marketing e comunicação. Em seguida, definir nossos objetivos de mídia e estratégia, sempre fundamentados em análise de dados e entendendo o comportamento do target com a mídia. Só assim vamos conseguir estruturar um planejamento assertivo e criativo. É um estudo diário muito interessante.

Veja outras notícias da coluna acessando o link: http://mercadonoar.com.br/categoria/coluna