Coluna Seabra Neto

Entrevista: Diego Curvêlo fala sobre reposicionamento e nova fase da Martpet

16 set 2020 por Seabra Neto

Agência pernambucana com quase de 25 anos de mercado, criativa, dona de excelentes campanhas premiadas e de ações solidárias em prol da sociedade, a Martpet Comunicação acaba de lançar uma campanha para anunciar a nova fase da empresa. Para saber mais sobre essas mudanças, que englobam uma nova identidade visual, a aplicação do conceito “Multi” e o reposicionamento da marca, a coluna entrevistou o publicitário Diego Curvêlo, sócio e diretor de Criação da agência. Ele também falou sobre o home office diante do isolamento social por conta do novo coronavírus e o que espera do mercado publicitário pós-pandemia. Acompanhe:

Seabra Neto – A Martpet lançou uma campanha para anunciar a nova fase da agência e apresentar sua nova identidade visual. Quais são as principais mudanças desta nova etapa?

Diego Curvêlo – Foi mais que isso. Lançamos uma campanha para estabelecer o nosso posicionamento de mercado e a nossa visão de mundo. Mas para destacar uma principal mudança, sem dúvida, é a chegada das cores na nossa identidade visual. As cores representam dinamismo, pluralidade, algo que a Martpet sempre teve e agora chegou o momento de evidenciar, colocando de dentro para fora o que a gente tem de melhor. A marca ganhou também um ícone, que nasce do símbolo do infinito e se transforme em um “M” estilizado, um “M” de uma agência MULTI.

Seabra Neto – Como surgiu o conceito “Multi” e o que, de fato, ele traz de novo para a agência?

Diego Curvêlo – Surgiu de uma pergunta simples: como nós realmente somos? Ser “Multi” é a nossa essência. É como a gente sempre disse: não tivemos que nos adaptar aos novos tempos, nós nascemos para eles. Este mantra está na nossa parede desde sempre. O que estamos fazendo é fortalecendo algo que sempre fomos. Não é uma ação de oportunidade, muito menos oportunista. É uma provocação para mostrar que somos uma agência que sempre está criando oportunidades para os nossos clientes e parceiros. Não importam a ferramenta, os meios, estamos falando de multiestratégias e multirresultados. Mas claro que tudo evolui, hoje oferecemos diversos novos serviços que antes não existiam. E vamos lançar mais… Este é o primeiro passo para mostrar o quanto estamos conectados com tudo o que acontece, buscando sempre criar tendências para sair na frente. No final do mês, vamos dar continuidade a essa estratégia lançando novos serviços. Teremos uma landing page específica para mostrar tudo isso e uma série de vídeos, chamada InsightPet, falando sobre estes novos serviços para este novo mercado.

Seabra Neto – A mudança também engloba um novo reposicionamento da marca. Como a agência passa a se ver daqui para frente?

Diego Curvêlo – Tudo isso está traduzido nas cores que estão deixando a Martpet mais vibrante do que nunca. Para nós, depois das pessoas, a ideia sempre será a prioridade, é o nosso maior ativo. Para qualquer passo que damos, sempre planejamos como a ideia vai criar uma relação genuína e forte com as pessoas, nos seus diferentes e infinitos pontos de contato com marcas, produtos e serviços.

 

 

Seabra Neto – Voltando a falar sobre campanha, qual o tipo de comunicação abordada e quais as mídias utilizadas para divulgação?

Diego Curvêlo – Criamos uma linha de comunicação conceitual, mas sem ser subjetiva, que inspira, mas que dá o papo reto sobre a nossa essência. Para isso, eu mesmo narrei o vídeo, representando todos os martpetianos, para estabelecer mais proximidade com as pessoas e colocar o discurso na voz de quem realmente bota a mão na massa todos os dias. Somos uma agência que sempre promoveu múltiplas possibilidades, experiências, soluções. Acreditamos que existem muitos caminhos para se obter o mesmo resultado e construímos isso com os nossos clientes. Nosso time também é múltiplo, cada profissional tem várias habilidades e expertises. Sempre foi assim. O interessante é que o mercado hoje exige profissionais multidisciplinares, algo que a gente sempre foi. Vamos usar as mídias que a ideia pedir, pois geralmente acontece o contrário: se definem os meios e depois, a campanha. Começamos no digital, mas teremos OOH, portais de notícias, rádio, entre outras. A campanha vai acontecendo de forma gradual, não estamos lançando em todos os meios ao mesmo tempo.

Seabra Neto – A campanha fala de uma Martpet mais plural e em constante movimento. O que os clientes ganham com esta nova fase da agência?

Diego Curvêlo – Diariamente estamos planejando, criando e colocando em prática ações para mostrar o que o cliente não está vendo, traduzindo isso em novos serviços, produtos ou até mesmo novas empresas. Esta é a nossa principal missão: criar constantemente projetos para as marcas que atendemos, seja no mercado privado ou no público. Em alguns casos, podemos até ser sócios dos nossos clientes nestes novos projetos. Quando o cliente tem resultados reais e tangíveis, ele percebe o valor do nosso planejamento mensurável, mesmo com entregas intangíveis. Ideias precisam ganhar vida e, muitas vezes, não precisam nem de uma apresentação formal: quando a ideia é boa, basta você falar; se ela precisar de muita explicação, não funciona.

Seabra Neto – Como a Martpet vem trabalhando diante do isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus e como você se sente, hoje, depois de ter se recuperado da Covid-19?

Diego Curvêlo – Estamos trabalhando no modelo híbrido: 80% do nosso trabalho é remoto e 20% é presencial, com reuniões estratégicas na agência e com os clientes. Eu tive Covid e meu caso foi muito grave. Passei 30 dias na UTI, 22 dias entubado e 40 dias no hospital. Renasci literalmente. Passei dois meses afastado da agência. O que fortaleceu muito o nosso time diante deste desafio. Minhas sócias, Jussara e Ana, estiveram extremamente presentes durante minha internação, dando muita força e suporte para a minha família. Todo o time da Martpet esteve numa corrente fortíssima de fé. E centenas de amigos, parceiros, colegas do mercado promoveram um movimento fortíssimo de oração para a minha recuperação. Eu costumo dizer que, se você não acredita em Deus, é melhor arrumar um ótimo substituto. Ele é muito bom e me deu mais esta grande oportunidade. Já faz três meses que me recuperei e meu renascimento está pulsando todos os dias na agência. Todos os dias a gente renasce, todos os dias criamos novas oportunidades.

Seabra Neto – Para encerrar, o que você espera do mercado publicitário pós-pandemia?

Diego Curvêlo – Eu não costumo criar expectativas. Acho que este é o maior erro do ser humano. O futuro se constrói no presente e o sucesso nasce da inconveniência. O que eram possibilidades, hoje são realidades. O mundo sempre mudou rapidamente, mas a pandemia acelerou tudo na velocidade da luz. A Martpet sempre teve a mentalidade de abraçar com inteligência as mudanças, isso foi muito importante para a nossa retomada. É claro que perdemos muito, mas acredito que ganhamos muito mais. Estamos enfrentando este novo cenário com clareza e vamos sair muito fortalecidos. O mercado está mais unido do que nunca, estamos trocando ideias como nunca. Tudo isso reconfigura o nosso modelo de negócio, que nem tem mais um modelo, e redefine as nossas entregas. Na Martpet, o momento é de acelerar. E quem estiver com a gente vai se multiplicar.

Veja outras notícias da coluna acessando o link: http://mercadonoar.com.br/categoria/coluna