Coluna Seabra Neto

Mães publicitárias falam sobre o desafio de conciliar a carreira com a maternidade

08 maio 2019 por Seabra Neto

Em comemoração ao Dia das Mães, celebrado no segundo domingo de maio, a coluna dá continuidade à série Mães e profissionais – um desafio constante. A ideia é reunir depoimentos de publicitárias que fazem o mercado da propaganda de Pernambuco. Elas falam sobre os desafios que enfrentam, no dia a dia, para conciliar a carreira com a maternidade e a dedicação aos filhos. As entrevistadas de hoje são Eugênia Montenegro, diretora de Atendimento da MMS Comunicação; e Marcela Neves de Andrade, sócia e diretora de Operações da Martalima, e presidente recém-eleita da Associação Brasileira de Agências de Publicidade – Abap Pernambuco.

Para quem cria filho sozinha, o dobro do cuidado nessa balança se faz necessário

(*) Eugênia Montenegro – diretora de Atendimento da MMS Comunicação

“Particularmente, meu maior desafio sempre foi dividir o tempo entre as inúmeras funções, especialmente a de mãe, já que, pela natureza do meu trabalho, quase nunca ‘desligava’ do papel profissional. Para quem cria filho sozinha, o dobro do cuidado nessa balança se faz necessário. Não é fácil, mas a recompensa é constante como, por exemplo, quando você rememora o dia que passou e se sente gigante por ter matado uns 3 leões e ainda ter tido momentos significativos com seu filho.  Parabéns a todas as mães, todos os dias!”

A fórmula da felicidade está no equilíbrio entre a vida particular e a profissional

 (*) Marcela Neves de Andrade – sócia e diretora de Operações da Martalima, e presidente da Abap Pernambuco.

“O equilíbrio entre a vida particular e a profissional é, para mim, a fórmula da felicidade. Tive a sorte de encontrar parcerias felizes no casamento e na agência. Isso tornou possível a conciliação entre a maternidade e a carreira. A correria é grande porque não quero abrir mão de nada, mas vale muito a pena. Não deixo de viajar a trabalho, de tirar férias com a família, de trabalhar eventualmente no final de semana ou de ir às reuniões ou festinhas da escola. Fico exausta, às vezes, mas não abro mão dessa vida corrida e feliz.”

Veja outras notícias da coluna acessando o link:  http://mercadonoar.com.br/categoria/coluna